Fechar

casa na afurada

Vila Nova de Gaia, 2017

Localizada numa zona habitacional da freguesia da Afurada, a casa encontrava-se desabitada há alguns anos e a degradação, provocada pela acção do tempo, perturbava a leitura clara dos espaços que a compunham.
As divisões improvisadas, que informalmente dividiam a casa em duas habitações, ocultavam a original e franca sucessão de espaços comunicantes, que terá servido de base para a sua planta primordial.
Através de demolições e construções pontuais, que não interferissem com a configuração inicial, a reconstrução procurou restituir estes eixos e re-inventar o quotidiano que habita os seus espaços, As texturas existentes, como os azulejos das paredes e a madeira dos pavimentos foram re-utilizadas e re-inventadas noutros locais e os elementos mais característicos, como os tectos em gesso e as antigas carpintarias, foram recuperados e mantidos.
A zona da fachada voltada a norte, mais degradada, foi a mais alterada: foi aqui que se introduziu a nova porta de entrada, a nova cozinha, e, numa área que em tempos terá sido exterior, se instalou o quarto principal. Por cima deste quarto, a débil cobertura de telha entretanto construída, foi substituída por um terraço que volta a oferecer um espaço exterior à casa.
Os novos elementos pretendem reprogramar o dia-a-dia de toda a casa e, seguindo as indicações dos novos habitantes, provocar o uso de todos os espaços existentes.

Dados técnicos

  • local: Afurada, Vila Nova de Gaia
  • tipo: reabilitação de edifício de habitação e comércio
  • equipa: Catarina Ribeiro, Vitório Leite, Eduarda Vieira, Francisco Pereira, Rita Serra e Silva
  • engenharia: NCREP
  • área: 344 m2
planta | piso 1
planta | piso 2
corte a-a'
corte b-b'
alçado | rua da encosta
alçado | rua alves correia